• Federação Nacional

Aos trabalhadores dos Museus, Palácios, Monumentos e Sítios Arqueológicos

COMEMORAÇÕES À CUSTA DO TRABALHO NÃO REMUNERADO DOS TRABALHADORES!

Aproximam-se as comemorações dos dias 18 de abril (dia internacional dos monumentos e sítios) e dias 16(noite europeia dos museus) e 18 de maio (dia internacional dos museus) e com eles o trabalho contínuo para cumprir as programações que os assinalam, nos museus, palácios, monumentos e sítios arqueológicos.


É sabido que nestes dias o Governo/SEC, têm vindo a usar os trabalhadores para “brilharem” perante a comunicação social e o público que podem visitá-lo, de forma gratuita, fora dos horários normais,nomeadamente, noite dentro.


A maioria dos trabalhadores chega a fazer 18 horas seguidas de trabalho, numa clara violação de todos os normativos legais, relativos à duração diária de trabalho, à laboração contínua e ao trabalho extraordinário.


Inclusive, são igualmente chamados ao trabalho os desempregados que estão ao serviço com contrato de emprego de inserção, sem pejo nenhum quanto à exagerada carga horária a que os sujeitam nestes dias.Não se olha a meios para atingir os fins... o que interessa é que se cumpram as programações das festividades!


Esta dura realidade tem sido escondida da opinião pública, pois o que o Governo/SEC pretendem é que se olhe para esta Cultura panfletária, cheia de uma falsa vitalidade e “empreendorismo”, elitista, cada vez menos acessível à generalidade do Povo Português e sem meios financeiros, feita à custa da exploração dos trabalhadores do sector.


Dado que a jornada de trabalho é de 8 horas e que o trabalho extraordinário apenas pode acrescer em 2horas, fica evidente que o restante tempo de trabalho é para “compensar talvez um dia”. É que a falta de pessoal é de tal forma grave que essa “compensação” nunca há-de ser dada!


BASTA DE EXPLORAR OS TRABALHADORES DO SECTOR, PARA O GOVERNO/SEC FICAREM BEM NA FOTOGRAFIA!


Deste modo, a Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais(FNSTFPS) decidiu convocar uma GREVE NACIONAL AO TRABALHO PRESTADO FORA DO PERÍODO NORMAL DE TRABALHO E ÀS HORAS EXTRAORDINÁRIAS, para os dias 18 de abril, 16 e 18 de maio próximos, tendo emitido para o efeito o respectivo aviso prévio de greve.


Cabe aos trabalhadores dizer BASTA(!) exigindo do Governo/SEC trabalho digno e com direitos, exercendo o seu direito à Greve, após as 8 horas de trabalho nos dias indicados.


Os trabalhadores com contrato de emprego de inserção, porque não podem substituir trabalhadores em greve e porque certamente estarão cansados de trabalhar a troco de uma bolsa de cerca de 80 €, resta-lhes terminar o seu dia de trabalho socialmente útil e dedicarem o resto do dia à família e ao lazer!


A Federação responsabiliza desde já o Governo/SEC pelo facto de os trabalhadores serem obrigados a recorrer à greve para verem garantidos os seus direitos e pelas consequências que da mesma advenham.


PELO TRABALHO COM DIREITOS!

A LUTA É O CAMINHO!


FNSTFPS

0 visualização

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco